Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Saudade

24 anos sem Ayrton Senna

Imagem
O trágico 1º de maio de 1994 nunca mais saiu da memória dos brasileiros. A morte de Ayrton Senna no GP de San Marino, em Ímola, na curva Tamburello, chocou o País que o tinha como grande ídolo e todo o mundo do automobilismo. Por isso, 24 anos depois da tragédia, a data segue lembrada pela Fórmula 1, as equipes e seus pilotos.
Naquele inesquecível domingo, Senna pilotava sua Williams e perdeu o controle do carro antes de se chocar violentamente no muro. O brasileiro não resistiu aos ferimentos da batida e foi declarado morto horas depois, espalhando o luto pelo Brasil.
Se a Williams foi a última equipe de sua carreira, a McLaren foi aquela em que ele chegou ao auge, conquistando o tricampeonato em 1988, 1990 e 1991. E o time inglês também se manifestou nesta segunda. “Se foi muito cedo, mas sempre estará em nossos corações. Há 24 anos, nós perdemos um amigo e uma lenda da velocidade.”


Até mesmo a Ferrari, equipe contra a qual Senna travou memoráveis batalhas ao longo de sua carreira, lem…

LUTO: A MORTE DE UMA GUERREIRA

Imagem
"Deus costuma usar a solidão
Para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
Compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio, quando quer
nos mostrar a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar
sobre a responsabilidade do que dizemos.

Às vezes usa o cansaço, para que possamos
Compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
Nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo,
para nos ensinar a andar sobre a água.

Às vezes, usa a terra, para que possamos
Compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
Nos mostrar a importância da vida."

(Fernando Pessoa)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
ANA ROSA LIMA NUNES (*25/07/1945    +05/09/2009)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
TIA ANA ... NINGUÉM MORRE QUA…

STANISLAU MACÁRIO

Imagem
Semana retrasada, os alunos do extinto Colégio Marista do Recife e do Colégio São Luís - Marista, perderam um grande Mestre: Morreu, vítima de Câncer, o Professor do Laboratório de Ciências de ambas instituições, Stanislau Macário.

Mácario, como sempre foi carinhosamente chamado, era para seus alunos, aquele "cientista maluco", que fazia as experiências com sapos, coloria pipoca, levantava cabelos e causava arrepios. Com seus óculos fundo de garrafas e seu jaleco branco, este pequeno grande homem deixou nos deixou, partindo para fazer suas experiências incríveis, no laboratório celestial.
Fica a saudade e a gostosa lembrança deste ser humano exemplar e de caráter enaltecedor.
Obrigado, grande Macário.