Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Polícia

Iputinga pei, pei, pei: Perseguição policial deixa um morto e um ferido

Do JC OnlineCom informações da TV Jornal Uma perseguição policial entre os bairros da Guabiraba, na Zona Norte, e da Iputinga, na Zona Oeste do Recife, deixou saldo de um bandido morto e outro ferido, na noite desta segunda-feira (27). Os dois criminosos haviam roubado um Renault Clio nas imediações do Parque de Exposições do Cordeiro, e levado o proprietário como refém. Horas depois, o veículo foi reconhecido por policiais, que foram ao encalço dos bandidos. Ao chegar à Rua Augustinho Gonçalves, iniciou-se uma troca de tiros e os assaltantes acabaram atingidos. O proprietário do veículo não estava com os dois. Havia sido deixado, minutos antes, em Aldeia, Camaragibe.

Os dois feridos foram socorridos ao Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife. Um dos criminosos, identificado apenas como Erivaldo "Zidane", já chegou sem vida ao centro médico. Seu comparsa, Ivanildo Alves da Silva, de 31 anos, levou um tiro no braço e não corre risco de morte.

A inves…

DA VIOLÊNCIA.

Imagem
Não conteremos a violência com planos mirabolantes engendrados no calor de acontecimentos dramáticos - como o seqüestro do ônibus 174, já lá se vão nove anos - mas relegados ao esquecimento, tão logo baixe a poeira do tempo, que tudo apaga.
Não conteremos a violência com marchas, roupas brancas, velas acesas, discursos ao pé dos túmulos de vítimas inocentes, belos editoriais em periódicos, pronunciamentos políticos e quejandos - pois que a tudo isso os marginais fazem ouvidos moucos, e no minuto seguinte voltam a nos assolar.
Não conteremos a violência enquanto não demonstrarmos, por todos os meios possíveis, para aqueles a quem elegemos, que, ao fazê-lo, cedemo-lhes parte do poder que de nós emana - nossos direitos, sob a forma de votos e tributos - para que adequadamente gerissem nossos destinos - seus deveres. E se não os cumprem, cabe a nós, na melhor das hipóteses, exigir que o façam; ou, na pior, destituí-los.
Não conteremos a violência enquanto o Congresso Nacional nã…